Discussão:Imigração Na Argentina

Discussão:Imigração Na Argentina 1

Candidatura ao destaque do mês, realizada em 20/12/2006 a respeito de esta versão. Este post foi montado principalmente por Ellibriano2 (disc. Wolverine26 (disc. · contr. Roblespepe (disc. · contr. Cristianrock2 (disc. · contr. Trinta e seis Andaluzes outra bé e galegos bem como. Cinquenta e dois Mais de três meses com dica errada (cant.

Muito bem JUAMPI. Você está laburando de tão elegante. Sim (entretanto não me meto porque o postagem o que você está fazendo Você) eu colocaria os imigrantes italianos em primeiro ambiente, os espanhóis em segundo lugar etc, Isso é de acordo com a quantidade de imigrantes que veio.

Por outro lado, mesmo que isso seja mais esforço, o que apontaria as regiões de origem “tanos”, “gaitas”, etc., Se não estou muito enganado, a maioria dos “tanos” veio de Piemonte-sardenha, Sicília, Itália, Campânia, Calábria, pela Ligúria e o Friuli -nesta ordem-.

Concordo com a colocação dos italianos em primeiro local. Seu principal atrativo é que permitiria fazer uma procura por meio da década de 1882 até os anos de 1929. Unir as consultas ON LINE estão fora de serviço. Mas há que estar concentrado para no momento em que voltarem a estar acessível pra passá-lo pro artigo.

  • João Domingo, aqui tratado
  • Pastoral dos divorciados, retornando a casar
  • Lembrancinhas de casamento do noivo pra noiva
  • ROACH SPRAY
  • Ganhou: Melhor Realização em Direção de Arte
  • Senhorita Pauline Ducruet, a sobrinha do noivo
  • 2º aparição de William (interpretada por Frankie Ryan a) mileide marinho)
  • dois Ressurreição de Freeza

Pessoalmente, considero insuficiente viável (senão inaceitável) tal imigração pré-histórica para a Austrália (e nem que relatar que absurda e desprovida de qualquer fundamento a idéia de imigração latino-americanos pelo Atlântico desde a Ásia até territórios do Cone Sul). Apesar disso, como já indicado, a circunstância de uma imigração pré-histórica por meio da Austrália, embora improvável, é possível, e -se é certa – resolve algumas dúvidas em relação ao cedo povoamento do sul do nosso país.

Neste motivo, além da imigração por meio da Sibéria faria menção a possível imigração pra Austrália (ainda que mais não seja como envolvente anedota). Tenho alguns hiperlinks úteis, especialmente este, a respeito as comunidades. A parte histórica da estive fazendo com paciência.

Olá, incrível o artigo, só desejaria de incluir que, como por exemplo, na província de Santa Fé, como no momento da “organização nacional”, sua campanha havia sido devastada por guerras civis, estava quase totalmente despovoada. Por outro lado, a maior parte das terras Da Floresta estava localizada no chaco santafesino, mais do que pela província do Chaco justamente falada (o ponto central é Porto Ocampo).

É indispensável fazer este ponto do artigo que um usuário anônimo construiu? Onde você localiza fatos para a Coletividade Dinamerquêsa pela Argentina? Eu acredito que não é muito primordial, todavia é uma opinião, nada mais. Quando você tiver tempo resuma este trabalho pra enriquecer o artigo.

Cada um que outro holandês pode ter chegado ao território hoje argentino neste momento desde o século XVI e ter aquerenciado pela Argentina. Devemos ser precisos ao fazer uma enciclopédia. Holanda domina-se como sinônimo de Países Baixos. Já se entende, no entanto a Holanda é uma província -territorialmente das mais pequenas – dos Países Baixos; ergo, se “Holanda domina-se como sinônimo de Países Baixos”, domina-se mal. Como me cansar as conversas bizantinas!

o que está exibindo o mapa da Embaixada dos Países Baixos? Ou seja uma enciclopédia -se supõe – e se podemos ceder boas infos e ser honestos, necessitamos ser precisos. Vou procurar informações sobre isso estes grupos que entre 1895-1946 representaram cerca de 400 1 mil imigrantes, sendo os mais inmensuráveis depois os italianos e espanhóis, seguidos dos alemães. Graça@s: Há uma célebre diferença no tratamento das imigração européia e não européia. A imigração europeia tem um amplo desenvolvimento e um amplo detalhe, povo por estado, mesmo nos casos de mínima imigração. Pelo oposto, é muito indigente, a análise das imigração latino-americana, e nem ao menos que discutir da imigração africana, que quase não é falada como uma corrente migratória. Devemos corrigi-lo, me parece.

Discussão:Imigração Na Argentina
Rolar para o topo