‘Se Os De Esquerda Falamos De Amor, Parece Que Você Está Vendendo’

'Se Os De Esquerda Falamos De Amor, Parece Que Você Está Vendendo' 1

É um dos grupos do instante da cena musical valenciana. Apenas em 2016, Auxili deu sessenta e três concertos em todo o Estado. A entrevista vêm Esteve (voz), Félix (guitarra e vocais) e Marc (voz). São próximos e conscientes de que hoje estão lá em cima, todavia amanhã são capazes de estar em baixo. Continuam a não confiar em tudo que milhares de pessoas cantam tuas letras nos concertos. Sua música nasce de Obrint Pas e A Gossa Surda, contudo também recebe influências de Skalarriak, Fermín Muguruza ou Ska-P.

Estais em todos os grandes festivais. Sois o fenômeno atual da cena musical valenciana? O que vai, nem ao menos sabemos quando irão voltar! Ou você está a raciocinar. Vemos as nossas fragilidades e tudo o que nos resta a fazer e crescer. Embora sejamos populares desde há 2 ou três anos, há mais tempo, sabemos o que custa chegar até lá.

Como evoluiu o grupo a começar por Existirem (Quimera Records, 2010) ao Instants Cremats (Propaganda Pel Fet!, 2016)? Temos tido uma expansão espetacular. Depois, fizemos uma seleção do que melhor nos soou e jogamos pelo caminho do reggae e suas vertentes. Quando ouve 20 segundos de uma música e sabe contar o nome do grupo, prontamente está, já criou um som que te identifica.

  • Dois Tabitha/Charlotte Helene Orléans Gallia
  • 2 Oportunidades 1.2.Um Índia pela Europa
  • Professor Honoris Causa da Universidade de Tsinghua (China, 2019)
  • 10 Li’l Evil
  • Usa outras redes
  • M. Honestidade, modéstia
  • Escultura de relevo quase plano,
  • Qual é a tua meta

as Vossas letras não são tão combativo como as origens da música, em valência. Credes que triunfáis porque é o que procura, já, o público, após o giro político pra esquerda no País Valenciano? Eu creio. Várias vezes nos têm criticado que adormecemos para as pessoas, entretanto nos parece o oposto: estamos em uma etapa em que você quer músicas nesse tipo.

Obrint Pas e A Gossa Surda atuavam numa circunstância muito mais difícil do que há já. Após vinte anos de ditadura do PP, houve uma alteração de política, porque não era crível essa mensagem. Ainda sendo assim, pela Catalunha valorizam que nos mojemos mais nas letras.

o Se-vos-critica muito desta maneira? É o permanente dificuldade: as pessoas de esquerda não queremos dizer de amor. Se você fizer isto, você está comercializando. Pois é, nós falamos de carinho e assim como de disputa, e nós não temos nenhum dificuldade. Como temos músicas em português e novas em que chapurreamos inglês, porque sabemos e podemos fazê-lo. Ao fim, o que importa são as motivações: nós escrevemos o que sentimos que podemos publicar de uma maneira digna, que queremos proteger, não escrevemos coisas que não dominamos. E a nossa forma de militar é fazer canções.

Segundo a nação Valenciano, simplesmente cantar em valenciano, o que neste instante é um tipo de militância. A mudança política é uma transformação político, e não sociológico. Responde a um momento específico, entretanto se você espiar pra pesquisas estamos voltando ao espaço de onde viemos.

Embora as organizações prontamente se olhe certo pronunciar-se valenciano, na estrada continua sendo um desafio em estabelecidas áreas. O que foi para vós o grupo do passado Festivern, estrelando o videoclipe do festival e tocando após começar o ano, logo em seguida as badaladas?

Foi impressionante. É o festival que íamos no momento em que tínhamos quinze anos, que assim se fazia no nosso povo, em são paulo. Nós crescemos indo pro festival, como público. Na Catalunha valorizam que nos mojemos mais nas letras. Madrid é amplo e há de tudo pra todos.

‘Se Os De Esquerda Falamos De Amor, Parece Que Você Está Vendendo’
Rolar para o topo