Turismo Na Ilha De Reunião

Turismo Na Ilha De Reunião 1

O turismo é uma atividade fundamental na ilha de Reunião. Geograficamente, é do grupo das ilhas Mascareñas, no sudoeste do oceano Índico, administrativamente constitui um departamento de ultramar ou DOM francês e uma região ultrapériférica da União Europeia. Desabitada até meados do século XVII, de árduo acesso, até o aparecimento da aviação comercial, a ilha esteve à margem dos circuitos turísticos durante bastante tempo.

Como escala pela rota das Índias, a deste jeito ilha Bourbon, imediatamente era visitada por marinheiros, comerciantes e exploradores, como é o caso do naturalista Jean-Baptiste Bory de Saint-Vincent. Os deslocamentos também eram problemáticos dentro da própria ilha: até o lançamento do trecho da ferrovia entre Saint Denis e Saint Pierre, em 1882, eram necessários quase dois dias para viajar da primeira pra segunda. Só os viajantes intrépidos esta excursão de inúmeros dias pra chegar ao único vulcão esperto, o Piton de la Fournaise.

As famílias crioulas do oeste exploravam as paisagens de lugares mais acessíveis, porém ainda selvagens, como Bernica ou a Ravine Saint-Gilles, que cantou Leconte de Lisle. Por teu dificultoso acesso e os pobres infra-estruturas, não se será capaz de, porém, examinar proveitosamente as águas de uma terceira zona, Mafate-les-eaux.

  • Apostas: Alonso procura sua primeira vitória em Spa
  • Os anúncios publicitários, impressos comerciais, cartazes e etiquetas
  • LIBERTADORES / A temporada passada factura com os Azuis
  • 1 Procure o balcão da sua companhia aérea
  • nove Marcha sobre o assunto Washington, em vinte e oito de agosto de 1963
  • 54 As boas vindas
  • Mensagens: 8.578
  • dois Extra image

Até meados do século XX, a economia da ilha é baseada na cana-de-açúcar. Em 1946, a Reunião se transforma em departamento francês. As trocas comerciais com a metrópole se acentuaron, França enviava funcionários a Reunião e um número crescente de trabalhadores reunioneses emigravam pro continente, dada a ausência de oportunidades em sua ilha.

Após o fim da segunda Guerra Mundial, estabeleceram linhas aéreas regulares que deixaram a Reunião em só 3 dias de viagem da França europeia. 1967, no momento em que o primeiro Boeing 707 aterra no aeroporto de Gillot, Reunião mantém uma certa posição de atraso nos circuitos de turismo, essencialmente em comparação com outros DOM. 1990, quando teve um fundamentado desenvolvimento e chegou a converter-se em um dos principais recursos de Reunião.

“a ilha intensa”, como a chamou o CTR. “socorrer o desenvolvimento sem destruir as bases do comércio, ou melhor, as paisagens e a cultura locais”. 2002, prontamente se encontravam 70 estabelecimentos diferentes. Estas iniciativas foi destacada a idéia de comunicação, considerando que, para construir o turismo, era prioritário dar a notar a ilha de Reunião e doar uma imagem positiva dela. Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos (INSEE, pela sigla em francês) percebeu-se um acrescentamento das receitas do turismo em Reunião, apesar das tensões internacionais em torno do tráfego aéreo.

Turismo Na Ilha De Reunião
Rolar para o topo